Extremistas torturam e executam 6 cristãos no Quênia; Corpos foram carbonizados
05/01/2022 22:18 em Notícias

Uma barbárie cometida por extremistas no Quênia tirou a vida de seis cristãos, que tiveram seus corpos carbonizados a um nível que o reconhecimento se tornou improvável.

 

Um grupo de supostos militantes do grupo terrorista Al-Shabaab torturou e matou seis cristãos, sendo que cinco deles foram decapitados em um vilarejo da região de Lamu, na costa do Quênia.

“É horrível ver os corpos das pessoas mortas e as casas fumegando no fogo. Este é inegavelmente um terrível ataque terrorista”, disse o pastor Stephen Sila, que estava no local do ataque no vilarejo de Widhu em Lamu West.

O relato foi feito pela entidade de monitoramento da perseguição religiosa International Christian Concern (ICC), de acordo com informações do portal The Christian Post.

“Eu contei sete casas que foram incendiadas, quatro corpos de pessoas queimadas além do reconhecimento dentro das casas”, disse o pastor Sila. “Um corpo morto a tiros do lado de fora de uma casa queimada e outro corpo decapitado ao lado dela. Outros moradores escaparam no escuro e a polícia ainda está procurando por eles”, acrescentou.

 

Terror

O ataque ocorreu durante a madrugada da última segunda-feira, 03 de janeiro, enquanto os moradores ainda dormiam, resumiu o comissário do condado de Lamu, Samson Macharia.

Cinco das 6 vítimas tiveram as mãos amarradas nas costas antes de serem decapitados, relatou a imprensa local: “Todos os falecidos tiveram as mãos amarradas por trás. Além disso, várias casas foram incendiadas na localidade e propriedades de valor desconhecido foram queimadas”, disse o jornal The Standard, a partir de um relatório da Polícia.

O pastor que falou ao ICC acrescentou: “Os residentes se reuniram e estão perguntando por que os oficiais de segurança não estavam fazendo o suficiente para proteger os cristãos de serem atacados pelos militantes somalis. Há um impasse agora, mas mais policiais estão chegando para recolher os corpos e também evacuar aqueles que precisam de atendimento médico de emergência”.

Fonte: Gospel Mais

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!